Ensinar os filhos em casa

O portal BBC Brasil publicou artigo sobre educação domiciliar, em que os filhos recebem educação em casa e não na escola. De acordo com a matéria, o assunto é polêmico: de um lado pais insatisfeitos com o sistema educacional do País defendem o direito de eles próprios – e não o Estado – decidirem como e onde os filhos serão educados; de outro lado, o governo e alguns juristas alegam que tirar uma criança da escola é ilegal. Além da crítica de educadores, que acreditam que essa prática colocaria as crianças em uma bolha. Apesar da briga, o artigo informa que a ideia está crescendo no Brasil, segundo dados da Aned – Associação Nacional de Educação Domiciliar. Os motivos que levam os pais a optarem pela educação domiciliar não param apenas na insatisfação com o sistema educacional, informa a matéria. Incluem evitar que os filhos sofram bullying, discordância com valores morais passados pela escola e o desejo de estar mais envolvidos e presentes na criação dos filhos.

Apesar de não existir consenso sobre a educação domiciliar, acreditamos que a escolarização seja importante no processo de socialização e amadurecimento pessoal das crianças. Há diversos tipos de escolas, com modelos pedagógicos educacionais bem variados, permitindo que os pais optem por modelos que considerem mais adequados. Os pais têm o direito de decidir sobre a qualidade da educação a ser transmitida aos filhos, porém não há dados que comprovem uma melhor aprendizagem fora do ambiente escolar. Desta forma, cremos que a escolarização deva ser realizada, salvo excepcionais exceções.


Fonte: Departamento Científico de Saúde Escolar da SPSP