Pais que não vacinam os filhos podem perder benefícios sociais na Austrália

Primeiro ministro diz que novas regras virão em 2016

Você vacina seus filhos ou pertence àquele grupo de pais que se recusa a imunizaras crianças? Na Austrália, o assunto está gerando muita polêmica: o governo do país anunciou que pretende parar de pagar benefícios sociais aos pais que não vacinarem as crianças.

Em pronunciamento nesta segunda (13), o primeiro ministro australiano, Tony Abbott, disse que “a escolha que algumas famílias fazem de não imunizar as crianças não é apoiada pelo governo e não é baseada em pesquisas médicas. Esse tipo de ação não será apoiado pelos demais contribuintes na forma de pagamentos de assistência infantil”.

Isso quer dizer que milhares de famílias poderão perder seus benefícios, uma vez que o governo calcula que mais de 39 mil crianças abaixo de 7 anos nunca foram vacinadas devido às objeções de seus pais.

Segundo Abbott, as regras sobre o assunto serão definidas em 2016. Apenas uma minoria de pessoas (que possue causa religiosa ou excepcionalidades médicas) poderá ficar de fora da decisão.

Ele ainda acrescentou que o governo está extremamente preocupado com os riscos a que todas as demais famílias acabam expostas por conta daquelas que não vacinam as crianças.

Fonte: Revista Crescer