Proteja seu bebê das doenças mais comuns nos três primeiros anos de vida

Nos primeiros três anos de vida, o organismo da criança ainda é frágil e suscetível a diversas doenças. Saiba mais sobre como proteger seu bebê dos principais problemas típicos da infância.

Resfriado comum 

De acordo com o Dr. José Gabel, do Departamento de Pediatria Ambulatorial e Cuidados Primários da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), o resfriado comum é a causa mais frequente das consultas feitas pelo pediatra, sobretudo durante os meses frios e chuvosos. A transmissão ocorre, principalmente, através das mãos, boca, saliva, muco e secreções. “Os sintomas em geral manifestados são congestão nasal, coriza ou rinorreia, espirros, lacrimejamento e irritação dos olhos, tosse e mal estar. Também pode acompanhar febre e dor de garganta, com duração de 3 a 10 dias”, diz o pediatra.

Faringoamigdalite

São definidas como o processo inflamatório agudo da mucosa faríngea, afetando as amígdalas e a faringe. Quando a inflamação afeta apenas as amígdalas, é chamada amigdalite; e quando a faringe inflama, é faringite. “Muito comum nos três primeiros anos de vida, os principais sintomas de amigdalites agudas são dores de garganta, febre alta, dor para engolir, aumento de gânglios cervicais e submandibulares e mal estar”, alerta o Dr. Gabel.

O pediatra ressalta que quando as faringoamigdalites não são diagnosticadas ou tratadas corretamente podem levar a complicações como doença reumática e nefrite. “A confirmação do diagnóstico ocorre com exame clínico e testes laboratoriais de detecção rápida. Para o tratamento, a indicação é o uso de antibióticos prescritos pelo pediatra”, explica.

Otite Média Aguda (OMA)

Esta é uma das infecções pediátricas mais frequentes, depois do resfriado. A criança com otite pode não apresentar febre ou dor nos primeiros dias. Mas, bebês e crianças podem apresentar sintomas de resfriado comum e irritabilidade. Em alguns casos, só em que há infecção, ocorre a perfuração aguda da membrana timpânica e saída de secreção purulenta. Quadros recorrentes podem acarretar em deficiência auditiva, além de atraso no desenvolvimento e aprendizado. Por isso, é importante o diagnóstico precoce e tratamento com antibiótico específico.

Laringite

A laringite é uma infecção viral, caracterizada por tosse rouca. “Ela aparece de forma aguda, em geral de madrugada, e muitas vezes de cura espontânea. É preciso ficar atento, pois pode levar a insuficiência respiratória aguda”, alerta o Dr. Gabel. O tratamento é feito com oxigenioterapia, medicamentos anti-inflamatórios e antialérgicos.

Miliária

A miliária é caracterizada por erupções na pele observadas a partir da segunda semana de vida. “É causada por obstrução dos condutos sudoríparos e imaturidade das glândulas sudoríparas do neonato. As principais localizações afetadas são face, couro cabeludo e tronco, principalmente em climas quentes e época de calor”, comenta. De acordo com o pediatra, a melhora ocorre com medidas de controle envolvendo banhos mornos, evitar o calor, usar pouca roupa, ficar em ambiente refrigerado e refrescante.

Fonte: Assessoria de Imprensa da SPSP.