Dormir de barriga para cima x morte súbita

Dormir de barriga para cima está entre os fatores que comprovadamente protegem da morte súbita.

Existem várias hipóteses para a ocorrência da morte súbita. A posição de bruços poderia aumentar a possibilidade de o bebê inspirar o ar que exalou, levando ao acúmulo de gás carbônico e níveis baixos de oxigênio. Nessa posição, poderia haver obstrução das vias aéreas superiores ou interferência, com a dissipação do calor pelo corpo do bebê, podendo levar a superaquecimento. O fato é que seu mecanismo é desconhecido e nada ainda pode ser confirmado.

Estudos afirmam que colocar o bebê para dormir de barriga para cima reduz a possibilidade de morte súbita, daí essa posição ser aconselhada em detrimento das outras (de lado ou de bruços).

Além de dormir de barriga para cima, outros cuidados podem prevenir a morte súbita:
• Aleitamento até quando possível.
• Evidências recentes sugerem que vacinas podem ter efeito protetor.
• Não fumar perto do bebê.
• Manter ambientes livres de fumaça.
• Evitar o aquecimento exagerado – não agasalhar demais o bebê na hora de dormir.
• Não deixar o ambiente muito quente.
• Dormir no quarto com os pais, ao lado da cama, mas nunca nela, pois ao rolar sobre o bebê ou cobrir sua cabeça aumenta-se o risco de morte súbita, asfixia e sufocação.
• Um assunto ainda não definido se refere ao uso da chupeta ser protetor de morte súbita – mas deve-se considerar oferecê-la assim que a amamentação estiver bem estabelecida.
• E, claro! Dormir de barriga para cima.

Nota: Todas as medidas citadas, salvo indicação contrária, são para bebês de até um ano. Fale sempre com seu pediatra e, se o bebê ainda não nasceu, agendem consulta para ter estas e muitas outras informações importantes.

Fonte: Pediatra Orienta

baby_sleeping_1536085992.jpg

valor. cuidados de qualidade. conveniência.