Novas recomendações da Dra. Mônica Picchi contra o SARAMPO

Quem deve se vacinar:

  •  Crianças a partir de 6 meses até 1 ano de idade;

  •  Todos entre 15 a 29 anos devem tomar a vacina, independente do seu histórico vacinal.

Contra indicado para:

  • Menores de 6 meses;

  • Gestantes;

  • Pacientes portadores de doenças imunossupressoras.

O que é o sarampo?

O sarampo é uma virose – um vírus com genoma RNA (paramyxovirus do grupo morbilivirus). Como a maior parte das doenças de disseminação respiratória, o sarampo era bem mais comum no inverno pela maior aglomeração de pessoas. 

Quais os sintomas?

Tosse, coriza, conjuntivite e febre. Após poucos dias da contaminação aparece o típico exantema (erupções avermelhadas na pele) do sarampo, que iniciam no tronco. O exantema não coça e dura pouco mais que uma semana. Bem no começo do exantema aparecem manchas brancas muito típicas nas mucosas, mais fáceis de ver na mucosa oral - as manchas de Koplick.

Prevenção

A prevenção é com vacina. A vacina do sarampo é extremamente efetiva e tem poucos riscos. 

Riscos e complicações

O sarampo pode levar a várias complicações. A mais comum é a pneumonia bacteriana – principal responsável pela morte de crianças desnutridas. As complicações neurológicas, no entanto, assustam mais. Além de algumas agudas, como encefalite transitória, há uma encefalite crônica que sempre evolui mal e para o óbito. Ela ocorre anos depois do sarampo e é resultado da persistência do vírus no sistema nervoso central. É rara, mas assustadora.

Em adultos o sarampo é ainda mais grave. O diagnóstico é mais difícil e há uma pneumonia não bacteriana, pelo vírus do sarampo mesmo, que pode ser muito grave.

Transmissão

A transmissão ocorre por gotículas respiratórias e a doença é muito contagiosa. 90 % das pessoas suscetíveis adquirem sarampo ao entrar em contato com alguém contaminado. A doença dá imunidade definitiva: só se tem sarampo uma vez. O sarampo é contagioso dois dias antes de o exantema surgir e até cinco dias depois.

Tratamento

O tratamento é sintomático e das complicações tratáveis, como a pneumonia. Não há tratamento antiviral específico.

Segue abaixo nota da  Secretaria Municipal da Saúde da cidade de São Paulo 24/07/2019

A Secretaria Municipal da Saúde da cidade de São Paulo realiza atualmente uma Campanha de Vacinação contra o Sarampo. O público-alvo da ação é:

- Todas as crianças entre 6 meses e 11 meses e 29 dias devem ser vacinadas durante a campanha, e essa vacina não será válida para a rotina, devendo ser agendada uma nova dose aos 12 meses de idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.

-- Todas as pessoas entre 15 e 29 anos devem ser vacinadas indíscriminadamente, independente do número de doses anterior.

- Profissionais da saúde também estão no foco desta campanha. E precisam ter duas doses da vacina.

A Campanha de Vacinação que inicialmente seria finalizada em 12 de julho foi prorrogada até 16 de agosto. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal no público alvo da campanha. A adesão à vacinação é fundamental para conter o surgimento de novos casos da doença na capital. Com a ampliação do prazo, São Paulo passa a fazer parte da Campanha Intermunicipal de Vacinação Contra o Sarampo, que incluiu as cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Osasco e Guarulhos, todas na região metropolitana de São Paulo foram definidas como locais prioritários para a vacinação.

A tríplice viral é fornecida ao município pelo Programa Nacional de Imunizações, por meio da Secretaria de Estado da Saúde e está disponível durante todo o ano na rede municipal de saúde. A vacina deve ser aplicada em duas doses a partir de um ano de vida da criança até 29 anos de idade. Pessoas de 30 a 59 anos (nascidos a partir de 1960) devem receber uma dose. A vacina é contraindicada para mulheres grávidas e indivíduos imunossuprimidos.

Fonte: www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/

valor. cuidados de qualidade. conveniência.

Endereços:

  • Alameda Rio Negro 1084 Sala M10

       Barueri - SP
       CEP: 06454000 (consultório)

                                                                                      Rede Wi-Fi conectividade em                           todos os ambientes. 

  • Av. Juruá 706

       Barueri - SP

       Unidade Einstein Alphaville

Contatos: 

  • (11) 4208-2048 (consultório) 

  • (11) 98241-9516 (Celular e WhatsApp)

  • (11) 2151-6633 (Einstein Alphaville)

 Ambas as unidades disponibilizam de estacionamento para o conforto e segurança dos pacientes. 

© 2013 Todos os direitos reservados. Imagens ilustrativas.